6 Mulheres que transformaram a Arquitetura



O dia da Mulher mais que uma data comemorativa deve servir para reflexão. Apesar de toda luta e conquistas, a equidade no ramo da Arquitetura e Urbanismo se encontra distante da realidade. Longe dos holofotes muitas mulheres batalham para obter respeito e salários igualitários nas funções que exercem.


A verdade é que de acordo com o CAU ( Conselho de Arquitetura e Urbanismo),em 2017 o número de mulheres arquitetas era superior a 62% de todos os profissionais ativos e registrados. E esta ocupação tende a aumentar, levando em consideração o número crescente e superior (ao número de homens) de mulheres jovens cursando e trabalhando nesta área.


No dia Internacional das Mulheres, gostaríamos de dar destaque para a trajetória de 6 incríveis arquitetas que mudaram a maneira como pensamos em construções.


Maya Lin

Maya além de Arquiteta, é também escultora e artista da terra. A carreira dela foi marcada pela realização em diversos campos, aquele que realmente marcou seu percurso foi o Memorial dos Veteranos do Vietnã em Washington. Um plano de dois acres, enquadrado por um muro com os nomes de todos os soldados americanos perdidos no conflito. Segundo Maya a obra é um reconhecimento da individualidade de cada vida perdida nos conflitos.

Allison Williams

Allison Williams trabalhou em empresas importantes em todo o mundo, incluindo Perkins + Will e AECOM , de San Francisco. Sendo a última onde atualmente atua como Diretora de Design. E realizou projetos com o compromisso de maximizar o potencial do local. O Centro August Wilson para Cultura Afro-Americana em Pittsburgh serve como um grande exemplo pois o lugar é espaçoso, aberto e iluminado apesar do fato de estar situado em uma esquina apertada.


Sharon Johnston

Sharon Johnston e seu escritório, Johnston Marklee , estão profundamente conscientes d0 relacionamento entre arquitetura e fantasia. Os trabalhos criados possuem design fantástico, para qualquer um sonhar acordado imaginando morar em um de seus projetos. Eles criam estruturas como a Casa Vault em Oxnard, Califórnia: edifícios que são brincalhões, elegantes e parecem pertencer mais ao futuro do que o presente.



Norma Merrick Sklarek

Entre as grandes mulheres Arquitetas está Norma Merrick Sklarek (1926 – 2012) foi a primeira grande arquiteta afro-americana, uma verdadeira pioneira. Seus projetos mais conhecidos, incluindo o Terminal One no Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX) e o Pacific Design Center, revelam um senso idiossincrático de linha e cor. Ela se tornou um exemplo a ser seguido e a primeira mulher negra a se tornar símbolo dentro da Arquitetura.



Odile Decq

Odile Decq é uma arquiteta cujo trabalho fala para a imaginação. O seu “Phantom Restaurant” na célebre Ópera Garnier de Paris é um estudo em temporalidades colidindo, com formas biomórficas vermelhas e brancas que desafiam o teto abobadado das artes da ópera. Na verdade, a ousadia é uma pedra angular do conjunto de trabalho de Decq, que oferece uma forte repreensão à ideia de que a elegância é definida pela moderação.



Zaha Hadid

Quando Zaha Hadid faleceu em 2016, ela era uma das arquitetas mais conhecidas e mais queridas do mundo. Seu trabalho, com suas linhas ousadas e sua expressividade escultural, é poderoso o suficiente para transformar alguém em um fã de arquitetura. A visão única de Hadid permitiu-lhe empurrar as tecnologias digitais e visuais para seus potenciais completos. Uma das poucas que conseguiu criar edifícios que só podem ser descritos como transformadores.



#mulheres #arquitetura #representatividade #mudança


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo